Seguidores

domingo, 21 de junho de 2009

NAVEGO



Navego por sonhos agitados e sem cor.
Sonho poder-te possuir
mas afinal tudo em vão desliza
por um fio de água
que corre sem princípio.
Olho em volta e nada vejo!
A minha idéia é diferente
de um amor, que arde sem chama!…

Deolinda de Almeida

1973

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...