Seguidores

domingo, 21 de junho de 2009

NOME



Nome, palavra que ecoa no vazio do meu quarto
e se perde, na escuridão dos meus sonhos!
Imagem reflectida no espelho da minha imaginação.
Lenda, mito, ou talvez nada
em que Eu possa ter esperança.
Luzinha que brilhou
e que agora está prestes a apagar-se
e a deixar de ter vida.
Não!… Eu não vou consentir tal!…
… Porque tal não pode ser
porque tal não é um sonho
porque tal não é verdade
é uma realidade!
Eu vou dizer ao Mundo que páre, que recue
que o tempo volte atrás
para que Eu volte a estar contigo
para te acompanhar
para fixar esses teus olhos.
Não!…
… Porque digo Eu isto?…
… Oh, meu Deus!…
… Se Eu pudesse fazer-te recordar
tudo quanto Eu lembro e Tu, esqueceste!
Tu próprio és agora um sonho que já existiu
e que agora é sòmente uma nuvem
prestes a dissipar-se.
É este o Crime do Mundo
Amar e não ser Amado!!!

Deolinda de Almeida

1973

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...