Seguidores

sexta-feira, 8 de maio de 2009

ASAS DE ANJO


ASAS DE ANJO


A luz de um candeeiro
iluminou a tábua escura que me cobria.
Recordei e esqueci!
De um momento para outro
não voltei a lembrar o que passou.
Apenas segui uns passos
que me levaram sem destino.
Ao entrar num cerco
fingi morrer!…
… Uma pomba branca subiu no céu.
A madrugada despontou no horizonte.
As asas brancas de um anjo
despertaram-me!

Deolinda de Almeida
1973

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...